Resumão da Franquia Doom


capa_doom_2016
O novo jogo da série Doom chegará as prateleiras em 2016 e para comemorar a volta desse grande sucesso dos anos 90 a Mansão Nerd faz um resumão dos jogos já lançados até hoje.

 

  • Doom (1993 – PC)
    Doom (1993 – PC)
    Em 1993 a ID Software lança o primeiro jogo da série, que de cara se tornou um sucesso, com uma temática sombria o jogo contava com um único fuzileiro (que não tem nome) que precisa lutar contra hordas de soldados possuídos e demônios saídos diretamente do inferno.
  • Doom 2: Hell on Earth (1994 – PC)
    Doom 2: Hell on Earth (1994 – PC)
    O segundo título da série chegou sem trazer muitas novidades porem conseguiu melhorar ainda mais os pontos que tornaram o primeiro jogo um sucesso. Desta vez o embate entre o fuzileiro e os demônios acontece na terra.
  • The Ultimate Doom (1995 – PC)
    The Ultimate Doom (1995 – PC)
    O terceiro jogo é basicamente um pacote de expansão, nele contém os três episódios originais do game e um quarto episódio extra, misturando elementos dos dois primeiros jogos
  • Master Levels for Doom 2 (1995 – PC)
    Master Levels for Doom 2 (1995 – PC)
    Esse pacote de expansão para Doom 2 trazia um novo fuzileiro que estava perdido em uma das luas de saturno. Contava com 20 fases feitas pelos desenvolvedores (ainda tinha uma secreta) e muitas fases criados pelos jogadores disponíveis como extras.
  • Final Doom (1996 – PC)
    Final Doom (1996 – PC)
    Desenvolvido por duas equipes de fãs (TNT Team e os irmãos Casali), vinha com 32 fases dividas entre as campanhas TNT Evilution e The Plutonia Experiment, mantendo sempre a formula do sucesso, monstros e ação alucinante
  • Doom 64 (1997 – Nintendo 64)
    Doom 64 (1997 – Nintendo 64)
    Esse título foi marcado pela exclusividade, apenas quem tinha Nintendo 64 pode jogar esse Doom com gráficos melhorados e usar a arma laser exclusiva “Unmaker”.
  • Doom 3 (2004 – Xbox e PC)
    Doom 3 (2004 – Xbox e PC)
    Dez anos após o primeiro jogo, surge esse título que foi projetado para ser um reboot da serie. Mas dessa vez a jogabilidade tão elogiada antes se perdeu, a principal reclamação na época era que ou o jogador segurava a lanterna ou atirava no escuro.
  • Doom 3: Resurrection of Evil (2005 – Xbox e PC)
    Doom 3: Resurrection of Evil (2005 – Xbox e PC)
    Aproveitando o final do Doom 3 essa expansão trazia outro fuzileiro que também não tinha nome, mas com algumas correções uma delas a possibilidade de atirar enquanto segura a lanterna e uma nova arma semelhante à Gravity Gun de Half-Life 2.
  • Doom RPG (2005 – Telefones celulares)
    Doom RPG (2005 – Telefones celulares)
    Em 2005 a famosa franquia chega aos celulares, e chegou bem, com a movimentação pelo mapa pré-determinada o jogador enfrentava os monstros em turnos alternados.
  • Doom Resurrection (2009 – iOS)
    Doom Resurrection (2009 – iOS)
    Não confundam, esse não é o mesmo jogo que o Doom 3: Resurrection of Evil, porem se passa com outro soldado e no mesmo tempo que Doom 3. Mais próximo dos moldes tradicionais de Doom, este trazia um pouco mais de terror que seu antecessor no mundo dos celulares.
  • Doom 2 RPG (2009 – iOS)
    Doom 2 RPG (2009 – iOS)
    Contando com 3 personagens jogáveis (mas não o tradicional dos jogos anteriores) esse Doom ficou marcado por causa de uma arma incomum, a pistola Holy Water Pistol – que supostamente disparava água benta, mas podia ser recarregada em vasos sanitários.
  • Doom 3: BFG Edition (2012 – Xbox 360, PS3 e PC)
    Doom 3: BFG Edition (2012 – Xbox 360, PS3 e PC)
    Versão remasterizada do Doom 3, os desenvolvedores aproveitaram para concertar algumas coisas infames do jogo original, como a genial ideia de ou segura a lanterna ou atira.

 

 

 

Resumão da Franquia Doom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

log in

Become a part of our community!

reset password

Back to
log in