Jogos indie em peso na BGS 2016!


Desde a 7ª edição, em 2014, a Brasil Game Show tem sido uma forte aliada dos desenvolvedores independentes de jogos, abrindo espaço para que apresentem suas produções a um público interessado e superior a 300 mil pessoas. Em 2014, 7 indies tiveram a oportunidade de figurar ao lado dos maiores publishers mundiais. Em 2015, a área cresceu e já contou com a participação de 36. Para a próxima BGS, que acontece de 01 (só para imprensa e convidados) a 05 de setembro, no São Paulo Expo (SP), o Pavilhão Indie será ainda maior e terá ainda mais jogos.

image

A área abrigará 108 estandes, mostrando a força desse mercado e o foco da BGS em fomentar a indústria de games no Brasil. Entre os primeiros jogos indies já confirmados estão ‘Holo Drive’ (PC), do estúdio BitCake, ‘Dino Lost’ (PC), do Supernova Game Studio, ‘Tiny Little Bastards’ (PC, Xbox One e PS4), do Overlord, ‘Lampião Verde – A Maldição da Botija’ (PC e Mobile), do Nars Vera, Black Iris (PC), do Hexa Game Studio, ‘KriaturaZ’ (Mobile), do Messier, ‘Homo Evolutis’ (PC), do Poking Life Studio, ‘Super Button Soccer’ (PC), do Smyowl, uma continuação de Lupy Quest (Mobile), do Too Nerd to Die e A Treta dos Irmãos Piologo (Mobile), da 2Dverse.

image
A Treta dos Irmãos Piologo

O interesse dos indies em participar da BGS se explica: a feira é a maior da América Latina e a melhor vitrine para lançamentos. “Depois que apresentamos Lupy Quest na BGS de 2015, recebemos mensagens vindas até do Japão de pessoas interessadas no game”, disse Alex Barroso, proprietário do estúdio Too Nerd to Die, que este ano pretende levar uma continuação de Lupy Quest, dessa vez em uma nova versão com experiência totalmente repaginada em 3D. Ele conta que a feira gerou até propostas de empresas comercialmente interessadas no game. “Chegamos a ser sondados por várias companhias e distribuidoras quanto à viabilidade de Lupy Quest ser desenvolvido para outras plataformas. A BGS é a chance de mostrar para o mundo o que você está produzindo”, analisa Barroso.

A opinião é compartilhada por Rafael Prado, analista de marketing do Smyowl, estúdio que no ano passado apresentou a versão alfa de Super Button Soccer, game de futebol de botão para PC que terá sua versão final apresentada na BGS 2016. “Nosso estande esteve o tempo inteiro lotado de visitantes que queriam conhecer e jogar nossos games. Foi uma participação muito importante em todas as frentes. Ficamos cara a cara com as grandes desenvolvedoras e com outros estúdios indies, com quem pudemos trocar experiências e, do público à mídia, a recepção foi excelente”, comenta Prado.

A seis meses da Brasil Game Show, mais de 80 dos 108 estandes do Pavilhão Indie já estão reservados e em breve a área deve estar completa. Para mais informações sobre reservas, acesse http://brasilgameshow.us8.list-manage.com/track/click?u=615d69c1c713ab2d77503e926&id=899f9a8e47&e=94f0587306. A BGS 2016 ocorre de 01° a 05 de setembro no mais novo e moderno centro de exposições do Brasil, o São Paulo Expo https://youtu.be/oc2mpIf2Ahg.

Entre as demais empresas indies confirmadas até o momento estão: Hexa Game Studio, Penski, Poking Life Studio, Supernova Game Studio, Onanim, Wolfb, Flipflop Lab, Bad Minions, Behold Studios, Higher Studio, Arcolabs, ABXY, Estúdio Lune, Messier, Smyowl, Too Nerd to Die, Original VGO, Overlord, Void Studios, Narsvera, Ethereal Flame Studios, Carnarval Game Studio, Sixvisions, Miris Mind, Xplow Studio, Mega City Copter, TDZ Games, Reload Game Studio, Alien Phalanx, Tower Up Studios, Kekis Games, Geek2Geek, Duca Games, P8G Player 8 Studio, Mopix Games, 2DVerse, Mono Myth, Dreamkid Studio, Skyjaz Games e Softwares e Raw Studio.

Indie Meeting confirmado para a BGS 2016

Pelo segundo ano, os estúdios independentes poderão participar do Indie Meeting, que está confirmado para a BGS 2016. A área é um espaço com plateia onde cada expositor indie fará uma apresentação de seus projetos ao público. “Dessa maneira, o Pavilhão Indie da BGS se firma como o ponto de encontro de um mercado plenamente aquecido, o que ressalta nosso compromisso em apoiar iniciativas com grande potencial e, principalmente, levá-las ao conhecimento do grande público”, analisa Marcelo Tavares, idealizador e CEO da BGS.

Texugo

Residente da Mansão Nerd, Cavaleiro de Ouro na casa de Gêmeos nas horas vagas! Formado em Rádio e TV e também em TI. Já salvou o mundo algumas vezes, mas talvez você não tenha visto!

Jogos indie em peso na BGS 2016!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

log in

Become a part of our community!

reset password

Back to
log in